Sunça no cinema – Truque de Mestre: O Segundo Ato


Sunça no Cinema - As Tartarugas Ninja - Fora das Sombras (2016)
Sunça no cinema - Warcraft - O Primeiro Encontro de Dois Mundos (2016)

560738.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Um ano depois de enganar o FBI e ganhar o carinho do público com os seus espetáculos, os Quatro Cavaleiros ressurgem para se encontrar cara a cara com um inimigo que fará com que eles criem o seu truque mais perigoso até agora.

  115 min – 2016 – EUA

Dirigido por Jon M. Chu, roteirizado por Ed Solomon e Pete Chiarelli. Com Lizzy Caplan, Mark Ruffalo, Daniel Radcliffe, Dave Franco, Woody Harrelson, Michael Caine, Jesse Eisenberg, Sanaa Lathan e Jay Chou

Truque de Mestre: O Segundo Ato aparentemente é o que chamamos de uma sequência desnecessária, até mesmo a equipe do original parecia não esperar uma continuação utilizando do enredo do longa atual para alterar diversos aspectos do anterior. A obra relembra constantemente o primeiro filme, contestando seus acontecimentos, personagens e ate mesmo suas decisões. Nesse sentido, até é bem sucedida conseguindo boas saídas para as novas situações que aparentemente antes não foram planejadas e ate justificando de forma decente a mudança no elenco e os novos rumos a serem tomados. Para os fãs é uma boa oportunidade para revisitar os personagens fazendo variações dos truques utilizados e novamente ser enganado pelo roteiro.

O monologo inicial deixa claro um foco maior na organização “The Eye”, ela de fato tem mais participação na trama, passamos a entendê-la um pouco melhor mas sem compreender com plenitude do que trata. A nova personagem é bem apresentada e explorada, já em sua cena inicial fica claro sua personalidade e o estilo de seus truques. Lizzy Caplan substitui bem a “cavaleira mulher” e em alguns momentos rouba a cena, como quando um dos personagens a coloca como o sexo frágil, rapidamente ela responde: “Você também vai perguntar isso para os caras, ou só para mim?”. A equipe funciona bem junta, Jesse Eisenberg, Dave Franco, Woody Harrelson reprisam seus papeis e se mostram com uma boa química. Woody Harrelson, sempre bom, têm mais oportunidade de mostrar a que veio. Mark Ruffalo que também reprisa seu papel têm ainda mais destaque neste longa, e quando dada a oportunidade se mostra um bom mágico e um bom líder. É nítida a preocupação em explorar melhor os dramas pessoais de cada um.

Em Truque de Mestre: O Segundo Ato os Quatro Cavaleiros ressurgem para expor um empresário, mal intencionado, da área de informática e ciência. Isso um ano depois de terem enganado o FBI e ganhado o carinho do público com os seus espetáculos. Tudo se mostra mais difícil quando em seu espetáculo de retorno sofrem um golpe e perdem o controle da situação. Então encontram um inimigo que faz com que eles criem o seu truque mais perigoso até agora. Como no primeiro filme, temos cenas mirabolantes e exageradas, um bom exemplo é uma longa e interessante cena com um truque de cartas durante um roubo. Também encontramos várias reviravoltas de roteiro e mais uma vez um personagem sofre uma grande mudança em seus objetivos e características. A todo momento o longa tenta nos enganar, mas consegue nos entreter e divertir mais do que seu antecessor. Parte disso, está em seus atores que dessa vez tem uma oportunidade um pouco maior para desenvolver seus personagens, vale mencionar aqui a performance, propositalmente exagerada, de Daniel Radcliffe que rende um bom vilão.   

Repetindo alguns erros de seu antecessor, mas “arrumando a casa” em certos aspectos Truque de Mestre: O Segundo Ato é despretensioso e vai satisfazer os fãs entregando exatamente o que esperamos dele. Mágicas mirabolantes em cenas grandiosas e ilusionistas que nos enganam a todo momento, com uma ajudinha do roteiro é claro. Vários truques formam um golpe, cada vez mais complexo, só que aqui a preocupação em mostrar como tudo funciona revelando os segredos é maior. É um filme que não tem vergonha de esconder que está te enganando o tempo todo. E como é comum hoje em Hollywood, o terceiro longa parece garantido só vai depender do desempenho do “O Segundo Ato” nas bilheterias.

Nota do Sunça:

nota3_suncanocinema_fantasticomundodesunca

Últimas críticas:

Últimos textos:

https://jizzrain.com/cats/81/

Sunça no Cinema - As Tartarugas Ninja - Fora das Sombras (2016)
Sunça no cinema - Warcraft - O Primeiro Encontro de Dois Mundos (2016)