Salve-se Quem Puder #15 – Votos Matrimoniais


Salve-se Quem Puder #14 - Prato do dia: Minas Gerais

Salve-se Quem puder é um momento de inatividade Um momento de inatividade ociosa onde o Sunça exercita sua exorbitante genitália intelectual abordando os temas mais relevantes para a existência humana.

Nesses momentos é de praxe iniciar com uma história fofinha de como o casal se conheceu. Pois bem: Era um sábado. Durante o final da manhã, e boa parte da tarde, estive em um evento de cerveja artesanal. Saindo de lá fui ao aniversário de um tio. Tarde da noite me despedi dos familiares e parti rumo ao aniversário de um amigo de infância. Madrugada adentro, me pareceu uma boa ideia, não encerrar a noite e ir para um show de rock. O que tinha tudo para ser uma decisão ruim após um dia de bebedeira, se mostrou excelente. Porque lá no Lord Pub eu te conheci. Pode até não ser uma história fofinha, mas esse dia mudou a minha vida. 

Ouvi dizer que relatar acontecimentos felizes e amorosos do casal é uma forma de agradar e fazer bons votos matrimoniais. Estamos juntos há quatro anos e tivemos muitos momentos. Escolhi um deles para compartilhar. É uma de nossas idas ao aeroporto. Viajar é estressante, primeiro temos que trabalhar para conseguir o dinheiro. Depois temos que implorar por uns dias de folga, e, para um casal, essa chateação é em dobro. Tudo tem que ser alinhado para estarmos livres juntos. O que não é fácil para uma médica recém formada. Após tudo isso, ainda temos que arrumar as malas. No dia o Lucas nos levou ao aeroporto. Carregamos todas as malas e chegamos com horas de antecedência. Estávamos na sala de embarque com tempo e sentados em frente ao portão de saída. Agora era só curtir um casamento em Arraial D’ajuda. Foi nesse exato momento que nos pareceu uma boa ideia, ir tomar um café e perder o voo. Correndo de lá para cá, com nossas malas pelo aeroporto, conseguimos remarcar a passagem. Porém apenas para o dia seguinte, pegamos um uber e fomos para casa. O resultado é que perdemos um dia de folga, um dia de hospedagem, tivemos que pegar um novo uber no dia seguinte e gastamos mais dinheiro do que o previsto. O que tinha tudo para ser um dia estressante e cansativo, acabou sendo mesmo. Mas juntos conseguimos rir, ficar calmos e até nos divertir. Com você tudo fica mais leve e divertido, me sinto seguro para enfrentar qualquer adversidade.   

O que nos leva ao momento de dizer a sua importância para mim. Creio que uma forma interessante é utilizar uma frase de efeito, bonita, romântica e impactante. Como por exemplo: “Todo pote tem sua tampa”.  É, dizendo assim não parece tão romântica. E fico com medo de que essa expressão não demonstre o tamanho da sua importância para mim. Primeiro porque nem todo pote tem tampa e tem muita tampa perdida por aí. E tá tudo bem. O que importa mesmo é o que está dentro, é a conserva o mais importante. É o carinho, o cuidado e o amor cotidiano. É se sentir apoiado em seus sonhos e em seus planos, por mais mirabolantes que sejam. É a nossa vida, nossos planos e um ao outro que conservamos com todo o cuidado do mundo. Nosso picles do amor são duas pessoas que se cuidam e olham para a mesma direção. Você me apoia, cuida de mim e me deixa ter o privilégio de fazer o mesmo. Juntos somos melhores.  

Chegamos finalmente às promessas de amor. Eu prometo, e quero, estar sempre ao seu lado. Prometo ser fiel a você, te amar e te respeitar, na alegria ou na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. Eu te amo e quero te mostrar isso todos os dias. Você é a melhor decisão que já tomei. Sou muito grato pelo privilégio de compartilhar a vida com você. Somos parceiros, cuidamos um do outro, e estamos construindo uma vida juntos. Temos planos, sonhos, metas e até adotamos um gato. Fico feliz de perceber que nessa caminhada não estamos sozinhos, são duas famílias maravilhosas que estão sempre a disposição para nos ajudar.  Nos ajudam, até quando ainda nem nos demos conta de que estamos precisando de ajuda. Duas famílias, que agora são uma só.

Mesmo com todos os privilégios que tivemos e que ainda temos, a vida não é fácil. O futuro é sempre incerto e tempos difíceis podem vir. Me deixa muito tranquilo pensar, que você vai estar ao meu lado nessa jornada. 

Ana Laura, eu te amo. É um prazer compartilhar minha vida com você. 

O autor:

Sunça é Mestre e Doutorando em auto-sabotagem desde 1986.

Últimos textos:

Últimas críticas:

Salve-se Quem Puder #14 - Prato do dia: Minas Gerais